A Empresa

A CASH Computadores e Sistemas foi fundada em 1984, na cidade do Rio de Janeiro, e sempre se dedicou ao desenvolvimento de sistemas.

Ao se aventurar, em meados da década de 90, por mares nunca dantes navegados por empresas brasileiras, desenvolvendo sistemas voltados ao segmento náutico, a CASH mostrou a sua cara, a sua competência e a sua vocação para inovar.

Em 1996 lançou a primeira versão do NASAREH, software de auxílio à navegação utilizado por embarcações de todos os portes, desde barcos de recreio até fragatas e navios.

O sucesso do NASAREH impulsionou novos projetos voltados ao setor aquaviário, diversos deles em parceria com órgãos de desenvolvimento e pesquisa governamentais. 

Em 2008 lançamos o STAq – Sistema de Tráfego Aquaviário, software para VTS/VTMIS utilizado por diversos portos e terminais portuários pelo Brasil.

Nosso empenho e dedicação produziram resultados cuja qualidade foi reconhecida imediatamente pela comunidade náutica, que nos adotou como empresa parceira.

Todos os nossos sistemas para o segmento náutico são focados na segurança da navegação, da vida humana no mar e na preservação do meio ambiente.

Nossa Empresa

A CASH Computadores e Sistemas foi fundada em 1984, na cidade do Rio de Janeiro, e sempre se dedicou ao desenvolvimento de sistemas.

Ao se aventurar, em meados da década de 90, por mares nunca dantes navegados por empresas brasileiras, desenvolvendo sistemas voltados ao segmento náutico, a CASH mostrou a sua cara, a sua competência e a sua vocação para inovar.

Em 1996 lançou a primeira versão do NASAREH, software de auxílio à navegação utilizado por embarcações de todos os portes, desde barcos de recreio até fragatas e navios.

O sucesso do NASAREH impulsionou novos projetos voltados ao setor aquaviário, diversos deles em parceria com órgãos de desenvolvimento e pesquisa governamentais. 

Em 2008 lançamos o STAq – Sistema de Tráfego Aquaviário, software para VTS/VTMIS utilizado por diversos portos e terminais portuários pelo Brasil.

Nosso empenho e dedicação produziram resultados cuja qualidade foi reconhecida imediatamente pela comunidade náutica, que nos adotou como empresa parceira.

Todos os nossos sistemas para o segmento náutico são focados na segurança da navegação, da vida humana no mar e na preservação do meio ambiente.

Nossa localização

Rua Dalcídio Jurandir, 255 / Loja 104

Barra da Tijuca – Rio de Janeiro – RJ

CEP 22631-250

Telefone: (21) 2537-7667                                              

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

icon-car.pngKML-LogoFullscreen-LogoQR-code-logoGeoJSON-LogoGeoRSS-Logo
Cash Computadores e Sistemas

carregando mapa - por favor aguarde...

Cash Computadores e Sistemas -23.002683, -43.337964

 

STAq – Sistema de Tráfego Aquaviário

Nossos Clientes

 

Portos

 

Terminais Marítimos e Hidroviários

  • TRANSPETRO – PETROBRAS TRANSPORTE S.A.

  – Terminal da Baía da Ilha Grande – TEBIG (Angra dos Reis – RJ)

  – Terminal de São Francisco do Sul -TEFRAN (São Francisco do Sul – SC)

  • Hidrovias do Brasil (Vila do Conde – PA)

  – Terminal de Uso Privado

 

Centros de Monitoramento e Controle

  • TRANSPETRO Edifício Sede (Rio de Janeiro – RJ)
  • PETROBRAS – Centro de Contingência (Rio de Janeiro – RJ)
  • Capitania dos Portos do Rio de Janeiro (Rio de Janeiro – RJ)

 

Hidrovias

 

Praticagens

Downloads

Clique no botão desejado para realizar o download.

                   

 

                   

Sistema de Tráfego Aquaviário – STAq

O STAq é um software nacional, desenvolvido pela Cash, voltado ao monitoramento do tráfego de embarcações em tempo real, e que provê informações que possibilitam o gerenciamento seguro e eficaz do tráfego aquaviário em uma ou mais áreas de cobertura.

Seu operação se dá através de um ambiente gráfico, no qual as embarcações são plotadas e identificadas sobre cartas náuticas digitais (vetoriais ou raster), nas suas posições geodésicas reais.

A utilização do STAq possibilita a identificação imediata de riscos que possam comprometer a segurança da navegação e, por consequência, do meio ambiente e da vida humana no mar.

As informações providas pelo STAq ajudam os seus operadores a tomarem decisões acertadas e no tempo certo.

O STAq pode ser utilizado apenas como um sistema de monitoramento por AIS, ou pode ser parte integrante de um VTS (Vessel Traffic Service) ou de um VTMIS (Vessel Traffic Management Information System).

O STAq se baseia, principalmente, na recepção de mensagens de AIS (Automatic Identification System), equipamento de uso obrigatório em todos os navios, para a identificação de embarcações na sua área de cobertura. O uso concomitante de um Radar com módulo ARPA integrado ao sistema, aumenta o número de embarcações identificadas pelo STAq, que passa a identificar até mesmo aquelas desprovidas de equipamentos de identificação.

Entre os usuários do STAq estão Autoridades Marítimas, Autoridades Portuárias, Empresas de Navegação, Operadores Portuários e Empresas de Praticagem.

 

O Funcionamento

O STAq funciona instalado em uma base terrestre, normalmente denominada Centro de Operações ou Centro de Controle.

Quando operando como um Sistema de Monitoramento por AIS, o STAq poderá estar conectado somente à um receptor AIS. 

Se operando como um VTS / VTMIS, o STAq estará conectado à uma Estação Base de AIS e à um Radar com módulo ARPA.

Embarcações equipadas com transceptores AIS, transmitem mensagens continuamente, em pequenos intervalos de tempo, contendo a sua posição e a sua identificação. Essas transmissões são feitas em VHF, nas faixas de frequências de VHF marítimo. Os envios de mensagens de AIS são automáticos e independem de qualquer ação à bordo.

O AIS integrado ao STAq do Centro de Operações recebe todas as mensagens de AIS transmitidas pelas embarcações que estiverem dentro do seu raio de alcance.

As mensagens de AIS transmitidas pelas embarcações são recebidas pelo AIS da base terrestre, que estará integrado ao STAq.

O STAq, então, decodifica, processa e armazena todas as mensagens em um banco de dados, que pode ser consultado a qualquer momento, possibilitando, por exemplo a visualização de rastros de qualquer embarcação registrada pelo sistema.

Além disso, as embarcações são apresentadas na tela, em suas posições reais, sobre cartas náuticas digitais. 

O símbolo do alvo segue o padrão IALA 1028: triangular com indicação distinta de rumo e proa.

Os operadores podem criar objetos(áreas, linhas e pontos) sobre as cartas e armazená-los, para que estejam sempre visíveis quando aquela região estiver sendo exibida na tela.

Consultas e Alarmes podem ser criados, seguindo critérios definidos pelos próprios operadores, que podem envolver características das embarcações, condições de navegação e objetos existentes.

Pode-se, por exemplo, criar um alarme que dispare quando algum navio entrar numa determinada área, que pode ser uma área proibida ou apenas de interesse operacional.

Pode-se criar, também, uma consulta que exiba, por exemplo, todas as embarcações que estejam dentro das áreas de fundeio, ou então, dentro dos berços(áreas) de atracação, discriminando as áreas e as embarcações dentro de cada uma.

Recursos em Destaque

Carta eletrônica: podem ser utilizadas cartas raster (formato NOAA/Maptech) e cartas vetoriais (formato dEnc e S63).

Criação de objetos: os usuários podem criar um número ilimitado de waypoints (com símbolos configuráveis), linhas e áreas, e usar esses objetos em condições de alarmes e consultas do sistema. 

Lista de objetos: os alvos(embarcações) e todos os objetos criados pelos usuários(áreas, linhs e waypoints) ficam organizados numa lista, podendo ser rapidamente identificados e visualizados.

Alarmes: os operadores do sistema podem, facilmente, criar regras de alarmes a serem avaliados periodicamente pelo sistema, cujas ocorrências farão gerar sinais sonoros e/ou visuais para que os operadores tomem ciência do ocorrido.

Consultas: a criação de consultas, de forma bastante amigável, possibilita a visualização, a qualquer tempo, de embarcações que atendam, momentaneamente, às regras das consultas criadas. 

Rastros: os rastros de todas as embarcações que deram entrada no sistema, são armazenados em banco de dados e podem ser recuperados, consultados e visualizados, a qualquer tempo.

Retrospectiva: é possível resgatar e realizar a reprodução de um cenário de tráfego passado, visualizando toda a movimentação exatamente como ocorrida.

Siga-me. é possível acompanhar a movimentação de uma embarcação desejada, mantendo-a centralizada da tela enquanto a carta náutica e todos os demais alvos e objetos se deslocam em relação á esta embarcação.

Módulo MapServer: através deste módulo opcional, é possível fazer o monitoramento do tráfego de forma remota, via internet ou intranet, por meio de um navegador padrão(Internet Explorer, Chrome ou Firefox).

Múltiplas janelas: é possível abrir janelas adicionais de visualização do tráfego, possibilitando o monitoramento de diferentes locais de forma simultânea.

Mensagens de aplicação: é capaz de receber e enviar (se conectado à uma Estação Base de AIS) mensagens de aplicação.

Integração CFTV: permite a integração com sistemas de CFTV (Digifort) e o apontamento de câmeras para qualquer ponto desejado, apenas com o uso do mouse sobre a carta náutica.

Integração com Radar: permite a integração com Radar e realiza a fusão de alvos (AIS x RAdar).

 

           

 

NASAREH

Funcionalidade | Preços

O NASAREH é uma poderosa ferramenta de auxílio à navegação, seja Oceânica, Costeira ou em Águas Restrita, que pode ser utilizada por embarcações de todos os portes.

Seus inúmeros recursos e suas facilidades de uso o tornaram este software nacional o predileto entre os navegadores brasileiros, seja para recreio, uso profissional ou comercial.

Por isso se tornou uma referência nacional quando se fala em sistemas para navegação marítima e fluvial. 

Pode receber dados de diversos instrumentos de navegação, aumentando ainda mais a segurança da navegação.

Atualmente o NASAREH é comercializado em 5 diferentes versões, que se encaixam em diferentes perfis de usuários. 

O NASAREH opera com cartas digitais do tipo raster e, nas suas versões mais avançadas, também opera com cartas vetoriais. As cartas raster do Brasil, disponibilizadas gratuitamente pela Marinha do Brasil em seu site, são totalmente compatíveis com o NASAREH e podem ser utilizadas sem custo adicional.

Entre os usuários do NASAREH estão navios da Marinha do Brasil, empresas de navegação comercial, empresas de navegação Offshore, empresas de apoio à navegação, empresas de estudos oceânicos, empresas de análise ambiental, praticagens, empresas de pesca, equipes de pesca oceânica e embarcações de recreio.

De forma simples e direta, o NASAREH é capaz de se comunicar com outros equipamentos, como:

  • GPS
  • AIS(Automatic Identification System)
  • Radar
  • Sonda
  • Giroscópio
  • Piloto Automático
  • Bússola digital 

O NASAREH não depende de nenhum dos equipamentos citados para funcionar, mas poderá fazer uso deles para aumentar a segurança da navegação. A única exigência é um computador com o sistema operacional Windows 7 ou superior.

A flexibilidade de um sistema de navegação para computador é enorme, se comparada à rigidez dos chartploters e outros equipamentos que são projetados para um uso muito específico e exclusivamente a bordo. 

O NASAREH não necessita de um hardware específico ou exclusivo para funcionar. Pode ser utilizado em um computador comum, que continuará disponível para executar qualquer outra aplicação, mesmo durante o uso do NASAREH. 

 

Embarcações de pequeno porte

Nas embarcações de menor porte, que não comportam o uso de um computador a bordo, temos um cenário de baixa integração, onde o computador com o NASAREH é usado apenas em terra: visualiza, manipula e estuda cartas, acrescenta ícones com avisos aos navegantes, traça rotas, imprime trechos da carta em papel A4 e envia os waypoints para o GPS.

Neste caso a navegação é feita somente com o GPS e, após o retorno, é possível visualizar e analisar o rastro feito, bem como os waypoints marcados com o GPS. 


Embarcações de médio e grande porte

Nas embarcações que comportam o uso de um computador a bordo, mesmo que portátil, pode-se usar o NASAREH “em tempo real”, aproveitando-se de todos os seus inúmeros recursos.

Nesse cenário, e com a integração mínima com um GPS e cartas digitais, é possível acompanhar a sua própria navegação, em tempo real, na tela do computador. A embarcação será plotada sobre a carta náutica digital e a sua posição será atualizada a cada nova coordenada recebida pelo GPS.

O NASAREH possibilita que o usuário crie e grave objetos integrados ao ambiente. Podem ser criadas áreas, linhas, ícones, waypoints, textos e rotas. Podem ser gravados diversos ambientes de trabalho distintos, conforme se façam necessários.

Com isso é possível fazer planejamentos de viagens de pequeno ou longo curso. Diversas opções de configuração permitem que o usuário ajuste o NASAREH de acordo com as suas preferências.

Selecione a rota desejada e inicie a navegação, usufruindo de todos os recursos oferecidos pelo NASAREH. O rumo a ser seguido pode ser falado em intervalos programados, a melhor carta da região pode ser exibida automaticamente, alarmes sonoros e visuais de chegada ou violação de áreas proibidas podem ser disparados, o rastro da embarcação pode ser gravado para análise posterior, o piloto automático pode receber instruções automaticamente, o barco pode ficar fixo na tela e carta se movimentar, e muito mais.

Estes foram apenas alguns exemplos  de recursos que o NASAREH oferece. Existem muitas outras funcionalidades disponíveis que irão facilitar e aumentar a segurança da sua navegação.

O NASAREH instalado em um notebook, juntamente com cartas e um GPS portátil, torna-se um sistema de navegação completo e móvel. Fica livre, solto dentro do barco, podendo ser usado na cabine, suíte, etc. E pode ser transportado para outro barco facilmente. É um sistema móvel.

Cada licença do NASAREH permita a sua execução em um único computador por vez. Por isso, ele pode ser instalado em computadores distintos (no barco, em casa, no escritório, etc) e executado em qualquer um deles, desde que não seja simultaneamente. Isso torna o NASAREH um software muito flexível e com inúmeras possibilidades de uso.

Por ser um sistema desenvolvido no Brasil, e ter sido aperfeiçoado ouvindo os seus usuários, o NASAREH tornou-se muito interativo e adequado às necessidades do nosso mercado. Além disso, é totalmente em Português e muito fácil de usar.


 


 

Funcionalidades


precos